25.1.11

Solidão


Minha força está na solidão. Não tenho medo nem das chuvas tempestivas nem das grandes ventanias soltas, pois eu também sou o escuro da noite.

clarice lispector

Quem é que duvida das palavras de Clarice?
Somos os dois lados de tudo, na aparente contradição e na pureza do universo.

Clique aqui e visite o blog da Clarice Lispector.
Depois sinta-se inspirado(a) a alcançar o mundo com mais coragem e poesia.

pedro antônio de oliveira

9 comentários:

Liza disse...

A Clarice é maravilhosa!!! Linda poesia!!!

Morena disse...

Menino Pedro!!!

Somos os lados opostos, somos luz e escuridão, mais sempre procuramos ao invés de ser tristeza, ser alegria no coração.
Mais uma rima rsrrs, mais é isso menino, Clarisse falou tudo...

xerim cheio de S A U D A D E
=****

Jamerson Levi disse...

Eita blog !!
Quanto tempo kkk
verdade mesmo esse texto!!
AbraçoO

Vende-se Sonhos disse...

Uau!
É a segunda pessoa que posta esse trechinho de Clarice Lispector. Adoro ela também...

Gostei muito de seu blog...

Abraços,

Roberta Maia disse...

Lindo Blog!!!Claro,leve...

Muita LUZ!!!

evandro mezadri disse...

Muito legal esse pensamento da Clarice, bela homenagem a uma grande escritora.
Abraço e sucesso!

Tatuagem disse...

Pois é!

Que se afaste o medo!

Beijo!

albuquerque júnior disse...

[esse "ser" ou "estar", nos dois lados de tudo... essa incômoda e intrigante dualidade que preserva e consome nossa humanidade - e seus desatinos;

parece que é preciso entender o 'escuro da noite', entender as 'ventanias soltas', entender qualquer sinistro... entender a solidão...

não que estar só seja sempre necessário, "mas que seja infinito enquanto dure".

forte abraço, amigo pedro!

como sempre, excelente post.]

Clarice Paes disse...

Nada melhor que clarice lispector! Amo ela.
Desculpa a falta de comentários, estava estudando demais...vestibular, né...hehe
Mas, só para avisar: onde a torre estiver, o meu coração vai junto!
Beijos enormes com cheiro de pipoca!
Lu Paes (L)