24.8.10

Vaidade


Para tudo
Que agora ela foi longe demais!
Foi descolorir os cabelos
E quase terminou em preto e branco.

pedro antônio de oliveira

20.8.10

Provoca-ação


Você não me pegaaa...
Lá-lá-lá-lá-lá-lá!

pedro antônio de oliveira

O lado bom


Tudo azul
Completamente blue
Vou sorrindo, vou vivendo
Logo mais, vou no cinema
No escuro, eu choro
E adoro a cena.

(...)

Como é estranha a natureza
Morta dos que não têm dor
Como é estéril a certeza
De quem vive sem amor, sem amor.

"Completamente Blue" cazuza / george Israel / nilo roméro / rogério meanda

11.8.10

Um dia na vida


Quando um desejo se realiza, tudo fica mais fácil, principalmente viver. Mas não se engane. Outro sonho desponta no coração e começa a lutar, dia após dia, para também se tornar realidade. 

Foi assim com o Dr. Cícero Plínio Bittencourt, médico e titular de uma das cadeiras da Academia Mineira de Pediatria. Na noite do dia 7 de agosto, uma infinidade de amigos esteve na Associação Médica de Minas Gerais para prestigiar o lançamento de seu livro, "Um dia na vida - Crônicas & Cia", fruto de uma caminhada repleta de histórias. 

Eu me emocionei bastante com a homenagem proferida a ele pelos Mensageiros do Rei - um grupo de atores e músicos que transmitem uma mensagem poética, cantada e encenada - um belíssimo telegrama falado.

Sou muito grato ao Dr. Cícero, pois foi ele quem me auxiliou, sempre com atenção e carinho, nas revisões de conteúdo das matérias do meu primeiro emprego, depois de formado em jornalismo. Eu trabalhava numa assessoria de Comunicação ligada à área da saúde e ele, na diretoria, alguns andares acima do meu. Na época, tive a honra de ler os originais de seu livro antes da publicação, enquanto a gente conversava sobre esse nosso sonho de ser escritor.




"Um dia na vida - Crônicas & Cia"
, do pediatra e especialista em Saúde Pública, Cícero Plínio Bittencourt, brinda o leitor com narrações sobre os mais diversos assuntos. Na obra, o autor destaca fatos engraçados e intrigantes que vivenciou. A escrita, permeada de críticas, mostra um Brasil contraditório na saúde e na política. Acima de tudo, o livro fala de dor e de alegria, em situações reais, deixando para nós, entre outras reflexões, a certeza de que quase tudo passa tão rapidamente como um dia na vida.

pedro antônio de oliveira 

7.8.10

O meu pai

Não sei como ele consegue me levantar tão alto.


Ter aquela coragem e espantar o medo da gente.


E a maior força na hora de lutar contra tudo.


É por isso que vou ser igualzinho a ele quando eu crescer.


Feliz Dia dos Pais.

pedro antônio de oliveira 

1.8.10

Leitura em família



Sandra Bittencourt, pedagoga e especialista em Ensino Especial, Arte-Educação e Literatura Infantil e Juvenil, explica que ler em família, além de ser um momento de encontro e carinho, fortalecendo os laços afetivos entre pais e filhos, ajuda a desenvolver na criança o hábito da leitura. “Para brincar com as ilustrações ao folhear um livro e, mais à frente, descobrir as letras e as várias linguagens da imagem, do texto e da melodia da voz, não há idade específica para começar nem para terminar”, afirma.

Na avaliação de Sandra, é importante ler também para os adolescentes, contudo, sem didatismo, ou seja, sem a intenção de ensinar sobre algo específico. “As formas, os assuntos e as discussões serão diferentes, mas as possibilidades de aprimoramento das relações estarão presentes do mesmo modo.”

A educadora chama a atenção para a redescoberta das matrizes sonoras e sensoriais do indivíduo. “Todos nós trazemos referências do que nos marcou na infância, seja um som, a fala de algum parente ou mesmo uma sensação corporal”, destaca. “Dessa forma, a literatura possui função curativa, pois nos ajuda a entender aquilo que mudou profundamente nossa vida, apontando novos caminhos para uma existência mais feliz.”

É isso aí, Sandra, valeu pelas dicas! Qualquer dia, vou escrever sobre a Trupe Maria Farinha, um trabalho superlegal comandado por ela.

pedro antônio de oliveira