10.4.15

Fã dos garis, garoto tem festa de seus sonhos


“Basta o caminhão de lixo passar para terminar o sossego”, conta com bom humor Patrícia Sueli dos Reis Rezende, mãe do pequeno João Guilherme, que comemorou três anos de idade no dia 5 de abril, homenageando os garis. A decoração, voltada para a limpeza urbana, incluiu bolo e doces personalizados, além de um espaço com bonecos e equipamentos que remetem à coleta seletiva. O evento teve a apresentação do gari Daniel do Rap, que executou números de dança e música, agitando os convidados. O aniversariante e os monitores se vestiram de gari.



Patrícia lembra que o entusiasmo do filho surgiu aos sete meses de vida. “Ele é apaixonado pelos profissionais da limpeza urbana e não consegue conter a alegria ao vê-los trabalhando”, explica orgulhosa. A cor laranja do uniforme sempre chamou sua atenção e, segundo ela, João Guilherme já parecia saber a hora exata da coleta dos resíduos. “Agora, ele quer se aproximar, falar com os garis, abraçá-los e subir no caminhão compactador”, diz.

O destino acabou aproximando João ainda mais de seus ídolos. Há alguns anos, sua mãe começou a trabalhar em uma gerência regional de Limpeza Urbana da Prefeitura de Belo Horizonte e o leva para ver os veículos de coleta, sempre que é possível. “Ele imita o motorista, finge que está dirigindo e garante que quer seguir a profissão”, destaca. “Certa vez, ele se soltou de minha mão e correu em direção aos agentes, quase provocando um acidente”, recorda.

Aos olhos do garoto, o fascínio pelo universo da limpeza urbana parece ir muito além da simples admiração. Ele demonstra ter consciência da importância do ofício para a sociedade. A falta de preconceito e a pureza do menino chegam ao ponto de ele pedir para ajudar na limpeza das vias. “Vou trabalhar na Prefeitura e varrer a rua com pá e vassoura”, afirma João.

O pai Reginaldo da Silva não mede esforços para agradar ao filho por perceber o quanto ele valoriza o dia a dia profissional dos garis. “Já tive que dar várias voltas no quarteirão para que ele pudesse ver os caminhões estacionados perto da sede da gerência de Limpeza Urbana.”



assessoria de comunicação da superintendência de limpeza urbana (SLU) 
prefeitura de belo horizonte

Clique e leia também:

2 comentários:

Jovem Jornalista disse...

Gente. Que menino mais lindo. Já entendeu o conceito de cidadania *-*

Saudades de você!
Abraços.

jj-jovemjornalista.blogspot.com.br

Pedro Antônio de Oliveira disse...

Saudade de você também, jovem jornalista. E Brasília? Continua linda?

Abraços!

Pedro Antônio