30.12.13

É agora



Este é um bom momento para recomeçar, rever os amigos e reacender antigos sonhos. Ler mais. Atualizar mais vezes este blog com algum conteúdo interessante. Desejo estar mais perto de quem gosto. Correr mais devagar. E correr mais riscos também. Ver aquelas fotos guardadas numa caixa. Pois lá há rostos que já se foram. Pode ser que eu mate a saudade, reviva minha história. A vida de hoje vai apagando as lembranças, você já percebeu? No meu caso, há capítulos marcantes girando como folhas secas em um furacão. Quero voltar a ser aquele menino, mais leve, mais viajante, mais colorido. Será que consigo? Será que ele ainda vive? Será que ele se perdeu? Quero tomar sol no canudinho e menos vitamina D em gotas. Caminhar na tarde. A vida boa voa, na velocidade de um cometa. Embora existam poderosas dores, maldades, invejas e sustos, eu posso corajosamente atravessar o túnel. O ano de 2013 foi imenso, com delicadas conquistas e uma perda gigante. É assim. Desde que a gente nasce, perde-se muito, ganha-se muito. E nos tornamos valentes; e nos tornamos cansados. Sempre acho que a tristeza pode nos matar. Engano. A tristeza não mata. O que mata é o nada, o não sentir. Cheguei, apesar de tudo. Você também chegou. Comemore. É sempre importante chegar. Nem tudo foi divertido.Venci toneladas de crueldades embutidas em sorrisos. Ainda luto contra elas, sorrindo também; o que fazer? Tive de suportar o insuportável. Ainda tenho; o que fazer? Lá na frente será mais bonito. É no que eu acredito. Acredite também. Isso se chama esperança.

Feliz 2014! 

pedro antônio de oliveira

3 comentários:

Eduardo Montanari disse...

Refletindo sobre o que você escreveu, que na vida ganhamos muito, mas também perdemos muito e que de certa forma isso nos fortalece. No meu 2013 também tive perdas e ganhos, mas como bom pessimista que sou, foco-me nas perdas. Uma de minhas metas, na verdade acho que a única, é voltar a ler mais. Vamos aos poucos. Pelo menos eu me dou melhor indo nesse ritmo.

Pedro Antônio de Oliveira disse...

Oi, Eduardo! Que prazer receber seu comentário. Bem... eu também pretendo ler mais, escrever mais e desfrutar mais dos prazeres da vida, que passa tão depressa. Melhorar este blog também é minha meta. Que eu saiba administrar o tempo.

Boa sorte em 2014! Muita felicidade.

Um abração e obrigado pela visita.

Pedro Antônio

Mikaele Tavares disse...

Belas palavras. Até me identifiquei em algumas partes... às vezes, não sentimos mais vontade de nada,não é? E é bom parar de vez em quando. Renovar as energias. Só assim voltamos a ser quem sempre fomos e de uma forma melhor. Abraços, Mikaele