29.3.09

Divida e depois multiplique


E quando a alegria é tão grande que não cabe na gente?
O que a gente faz com ela?
Eu sei. Você também quer saber?
Deixe que ela fuja pelos olhos, pela boca, pelos braços...
Porque alegria é bicho que viaja, que nem pombo-correio, sempre volta pra gente, sempre traz surpresa com ela, uma nova alegria escondida na bagagem: uma alegria-prima, uma alegria-irmã, uma alegria-tia. E a família-alegria só vai crescendo e enchendo a casa da vida de mais harmonia, de mais esperança.

PEDRO ANTÔNIO DE OLIVEIRA

12 comentários:

Vinícius de R. Rodovalho disse...

Não, não duvido. Experiência própria. Conheço vários portos perfeitos...

E bom saber o que a gente faz com ela, viu? Eu, às vezes, fico até estonteado de tantas tias-alegrias que me aparecem e, creia, não sei o que fazer. Então começo a rir, fazer rir... Quando estou sozinho, até danço.

Mas olha: segredo. O que é público é que dividemos sempre para depois multiplicar. Matematicamente, é muito mais emocionante.

Enfim. Quisera que a vida fosse só esse porto perfeito, sempre. Mas não é. E ainda bem que não é. Se não, a gente não tinha o que querer.

E, só pra reforçar, não duvido não. Não duvido de mais nada.

:)

Acho que ainda não disse como as imagens daqui são sempre tão bem escolhidas, né? Então tá dito. E desculpa o sumiço. Vida de estudante, sacomé, né?

Ademerson Novais disse...

Como de praxe e com muita alegria venho aqui...me alegrar...e me inundar com tuas palavras..Alegria...como adoro senti-la...como adoro da-la...como adoro guarda-la(só um poquinho, pois ela é arisca)....Alegria minha..voe..cruze os horizontes..voe por outros ceus...estarei aqui esperando vc de volta...


Parabens amigo pelo texto...

Ademerson Novais de Andrade

Lu Paes disse...

Oi, pedro!
Também morro de saudades quando você não aparace..e, posso confessar?, nunca posto nada novo até que você comente! Eu, pelo menos, evito ao máximo.
Diz: eu sou boba ou não sou?

Olha, eu amo dançar mesmo, mas não sou boa nisso. Só que eu não dou a mínima! Danço, pulo, corro e sou idiota! E sou feliz.

Me inspirei no seu texto (que iluminou meu dia) e escrevi uma coisinha no meu blog. Dediquei especialmente à voc~e e à Lina, que é uma menina supimpa á beça.
Espero que voc~e goste!

Ah, antes que eu me esqueça: por que todo esse mistério todo ao redor da sua idade? São os cabelos brancos, as rugas e a crise de meia idade por acaso?
hehehehehe

Beijão da 50 anos mais nova Lu Paes!

Marcelo A. disse...

Grande Pedro;

Caraca! Se você postasse apenas esse título e mais nada, já teria dito tudo... Aquilo que você partilha, acaba voltando pra você em dobro, triplo, quádruplo... É a lei do retorno, né? Se forem coisas boas então... sai de baixo!

Em relação ao sumiço, não te desculpo não... desculpar pra quê, se não fiquei chateado? Rsrsrs! Entendo o corre-corre... Eu também tenho tentado fazer meu dia maior do que já é...

Grande semana pra você!

Abração!

Marcelo A. disse...

Ah, esqueci de falar... Já tô ficando com pena da Lu! Por que não fala logo pra ela que você tá com 19 anos?

Rsrsrsrs!

Crise da meia-idade foi ótimo! Rindo muito aqui...

Joana Éme. disse...

Não tenho como duvidar das tuas palavras :)
e gosto de saber que sou esperada - Te espero no Coração (em demasia) ;)


Um beijinho!

' Joseαne Costα* disse...

' Meu Deus, que lindo, eu tava precisando muito ler isso, você sempre com suas lindas palavras né Pedro?!

Sim, obrigada por sempre comentar no meu blog viu^^

Que você tenha uma semana abençoada!!!

bjoo's

=]*

Espaço Diverso disse...

Nem ouso duvidar de suas palavras, elas sempre dizem tudo, de uma maneira contagiante, assim como é a alegria!

Ah! Respondendo a tua pergunta:
Quando me sobram alguns momentos de ócio, escrevo alguma coisa. Mas no restante do tempo trabalho diretinho... heheheh
E sobre as coisas simples da vida, concordo, são sempre mais belas, mais saudáveis à alma!

Abração! Sempre é muito bom vim até aqui...

Arion
www.espacodiverso.blogspot.com

Ed disse...

Não só não duvido, como vindo de v., tenho certeza. Alegria é para ser gritada e aberta naquela gostosa gargalhada de jogar cabeça para trás. :) Abração amigo. Inspiração a mil!

mano maya kosha disse...

e assim talvez tudo tenha mais sentido, talvez você, acima de si próprio, se faça envolvido, e atravessar os dias, não vai ser no futuro só uma questão de ter sobrevivido.

Udi disse...

Que lindo!
Agora percebo porque gostou da minha postagem sobre o "rir à toa".
:)

Rafaela disse...

O poema é maravilhoso.
O que seria de nossas vidas sem amor...